4 fatos que mostram que a sua presença política na internet é amadora

Então você, candidato, se rendeu ao fato de que sua presença na internet é importante. Ótimo!

Você contrata um “agência” local e entrega a eles a gestão de sua imagem digital. Perfeito!

A “agência” cria um perfil para você no Facebook, convida mil pessoas de um círculo de amigos da própria “agência ” e alguns conhecidos seus e começa a publicar fotos e mensagens suas desejando a todos um bom dia, bom Natal, Reveillon, Carnaval, fotos suas com autoridades políticas e etc.

Se você já teve teve algum mandato anterior, a “agência” compila uma série de fotos e dados sobre seu mandato anterior e publica também.

O número de “amigos” se multiplica rapidamente e logo você tem mais de 3 mil amigos.

Isso é ótimo, certo?

Errado.

Amigos no Facebook não são sinônimo de eleitores.

Mas como saber o que está errado?

Aqui estão alguns erros comuns que são cometidos no Marketing Político Digital.

1. O seu perfil é pessoal

O primeiro e maior erro no marketing político digital é confundir a pessoa e o candidato.

Você pode pensar que você é um só e que não pretende fingir ser outra pessoa, concordo e até aplaudo isso, mas é importante que você se lembre que eleitores e amigos são duas coisas diferentes.

O primeiro está interessado no candidato, o segundo na pessoa.

Se você, pessoa, é brincalhão, alegre e gosta de ir para baladas ou de uma noite em um barzinho com os amigos, ótimo! Você sai, se diverte e às vezes compartilha fotos de seus momentos entre amigos. Seus amigos vão gostar disso, seus eleitores, nem tanto.

Se você, pessoa, é evangélico e gosta de compartilhar eventos de sua igreja, convites para eventos, programações e frases da bíblia, muito bom! Seus irmãos irão curtir suas postagens e, possivelmente compartilhar todas elas. Seus eleitores, no entanto, podem não gostar muito.

Separe o homem do político nas redes sociais.

Crie um perfil político ou, melhor ainda, uma página para o candidato e deixe a pessoa que você é fora dessa equação.

Seus eleitores querem suas opiniões políticas e não sua receita de torta de morango.

2. Suas publicações são voltadas para você

É claro que se o eleitor aceitou sua solicitação de amizade, se curtiu sua página, ele está interessado em sua opinião, ele quer saber o que você pensa, ele está pensando em você como opção nas eleições.

No entanto o que ele realmente busca não são imagens suas nem comentários sobre sua vida política, mas suas opiniões sobre os problemas de sua cidade, seu estado, seu país.

Antes de publicar qualquer coisa em sua página ou seu perfil político, faça a seguinte pergunta:

Isso é relevante para meus eleitores?

Se a resposta for não, ou mesmo talvez, não publique.

3. Você não tem um site

As redes sociais são muito importantes, mas não são elas que você vai usar para expor um tema mais longo, com mais imagens, mais relevantes.

Para isso você precisa de um site, um blog onde você poderá oferecer aos eleitores uma visão mais detalhada de uma problema, de uma denúncia, de um fato.

Se você não possui um bom site vai acabar oferecendo a seus eleitores uma visão superficial de problemas que, para eles, é de grande importância.

Marketing político digital é oferecer mais do que apenas um resumo de sua política.

Ofereça não apenas sua opinião, mas possíveis soluções para os problemas.

4. Você não interage

Você não faz idéia do que seus eleitores estão compartilhando.

Outra coisa importante no marketing político digital é que, ao contrário do marketing tradicional, ele não é sobre você.

As pessoas esperam reciprocidade nas redes sociais, então se você não se dá o trabalho de ler, ver, comentar, curtir e compartilhar o que seus eleitores estão publicando, como pode esperar que eles façam isso com o que você publica?

Reciprocidade é o que todos esperam

Parar para ler, comentar, curtir e compartilhar postagens de seus eleitores não é perda de tempo, é política.

O público em geral está nas redes sociais para interagir, seja com amigos, celebridades ou políticos, um bom exemplo disso é a imagem abaixo:

Agora você já pode fazer uma análise do seu perfil político na internet e descobrir onde e como está errando.

Acredite fazer uma campanha de marketing político na internet ruim é pior do que não fazer nenhuma.

Consulte nossos serviços de Marketing Político Digital através do formulário abaixo.

Gostou? Compartilhe!

Post relacionado:

4 Ps no Marketing Político Digital

Peça um orçamento gratuito:

 

 

The following two tabs change content below.
Apaixonada por novas tecnologias, técnica em informática, com cursos em marketing online, marketing político digital, gestão de mídias sociais, SEO, marketing inbound, html e Google Adwords. Faço parte do Google Partners como forma de beneficiar meus clientes com o que o Google oferece de melhor. Redação de conteúdo é meu ponto forte, mas marketing político é minha verdadeira paixão.

Latest posts by Iris Azevedo (Marketing Político Digital) (see all)