Afinal, é gratuito ou não é?

Quando um visitante chega até sua página em busca de um conteúdo específico, acredite, ele vai amar ser obrigado a preencher seus dados para poder acessar o que ele quer, funciona mais ou menos como o “tweet para fazer o download”.

O visitante chega ao site através de um link desses:

BAIXE GRATUITAMENTE

Ele acredita no “gratuitamente”, clica no link e se depara com essa janela:

FAÇA DOWNLOAD

A incoerência do “download gratuito” com o fato de ele ser obrigado a fornecer seu e-mail já desacredita a mensagem no fim da janela que diz “Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM”.

Se isso fosse verdade, para que precisariam do seu e-mail?

Você pode chamar isso de troca, escambo, ou do que quiser, mas a verdade é uma só:

Você pode pensar que isso é o que todos os sites fazem, mas não é realmente verdade, então, tudo o que o seu visitante precisa fazer é procurar mais um pouquinho no Google e, pronto, ele consegue uma informação similar a custo zero.

Não estou dizendo que o seu conteúdo não seja excelente ou que não valha à pena, mas acredite, pelo menos um a cada cinco usuário vão sair da sua página sem preencher o formulário.

Às vezes apenas por se sentir traído, às vezes por irritação, pois você cortou um procedimento que ele tinha como certo, ou seja: Clicar no seu link, entrar no seu site e acessar o material que, segundo você, é gratuito.

PAGUE COM UM TWEET

Nenhuma dessas duas opções são honestas se você prometeu um conteúdo gratuito.

Mas então, como conseguir atrair os visitantes e transformá-los em futuros compradores?

Existem outras formas de estimular os visitantes a fornecerem seus dados, além de irritá-los com um formulário em troca de conteúdo.

Por exemplo:

  • Testes;
  • Suveys (pesquisas online);
  • Concursos e vários outros.

Você pode, por exemplo, disponibilizar o conteúdo online e inserir um link para download, esse sim, com um formulário para preenchimento.

Para isso, deixe bem claro ao futuro visitante que o material gratuito disponível é o material online, assim, se ele quiser baixar o conteúdo depois de ler, vai entender que precise preencher o seu formulário.

O mesmo vale para downloads de e-books, temas para sites, fontes, etc. deixe claro que o material não é “gratuito” e que depende de uma ação do visitante para o download.

Pode ser que ele nem entre no seu site, mas, se entrar, com certeza já vai estar esperando ter que dar algo em troca.

Gostou? Compartilhe!

Post relacionado:

10 formas para aumentar o compartilhamento do seu conteúdo

Peça um orçamento gratuito:

 

The following two tabs change content below.
Apaixonada por novas tecnologias, técnica em informática, com cursos em marketing online, marketing político digital, gestão de mídias sociais, SEO, marketing inbound, html e Google Adwords. Faço parte do Google Partners como forma de beneficiar meus clientes com o que o Google oferece de melhor. Redação de conteúdo é meu ponto forte, mas marketing político é minha verdadeira paixão.

Latest posts by Iris Azevedo (Marketing Político Digital) (see all)